você está em: home / Amigos do Erasto / Depoimentos

Amigos do Erasto

Depoimentos

"Fui apresentado aos Amigos do Erasto e achei a proposta interessante. Então decidi doar parte do meu tempo para esta renomada instituição, que tanto se dedica em ajudar as pessoas justamente no momento que elas estão mais fragilizadas devido à doença. Os Amigos do Erasto têm um objetivo imediato, de terminar a ampliação de suas instalações. E é neste sentido que o grupo trabalhará, para viabilizar recursos para que esta obra seja concluída no menor espaço de tempo possível" (Anderson Pires).

"Fazer parte do Grupo de Amigos do Erasto, além de ser extremamente prazeroso, é uma maneira elevada de aprender sobre a energia do bem gerada quando pessoas de boa vontade se reúnem por uma mesma causa! Pensar em solidariedade é pensar em vida! E vida é bem estar, saúde e dignidade. O trabalho desenvolvido pelo HEG é único porque abrange uma das maiores ansiedades da humanidade, que é o tratamento e a busca da cura para o câncer. Com o aumento exponencial do número de casos e também do custo de tratamento e pesquisas, atender pacientes carentes, com dignidade e humanismo, torna-se uma batalha diária. O Hospital Erasto Gaetner, com estrutura física para atender 150 pacientes por dia, necessita urgentemente de uma ampliação para acomodar os quase 1000 pacientes diários que passam por seus ambulatórios, sendo 90% atendidos pelo SUS. A missão dos Amigos do Erasto vem sob a força da espiral criativa de um grupo heterogêneo e de boa vontade, em busca de recursos para conceber este novo espaço, em que a ciência e o humanismo possam ser desenvolvidos e aplicados, e o sonho de cura e da qualidade de vida para pacientes com câncer possa ser desenhado de uma forma mais suave e com mais conforto. Mesmo com a mais simples colaboração, sinto imensa alegria em fazer parte desta história" (Angela Zanlorenzi).

"O meu primeiro contato com os Amigos do Erasto foi num jantar organizado pelo próprio grupo, para arrecadar fundos para a ampliação do Hospital. Neste evento, conheci a amiga Angela Zanlorenzi e tive meu primeiro contato com a difícil e desafiadora missão. Confesso que gosto de desafios! A entrada para o grupo Amigos do Erasto foi uma forma de poder retribuir, dividindo com o próximo, tudo o que tenho recebido do Pai. Com a fé que me alimenta, estou certo de que em breve estaremos discutindo o próximo objetivo dos Amigos, pois a ampliação já será uma realização" (Angelino Tagliari).

"Fui agraciado com um convite e logo me vi motivado a abraçar a causa em função de uma experiência da minha família, prontamente atendida no HEG. Bem recente, o destino me levou a ser despertado para o ato de servir, o que se tornou uma prática na minha vida, sobretudo através do meu trabalho e me utilizado das minhas competências e aprendizados. Apoiar o próximo, desta ou de outra forma, faz com que exercitemos a generosidade, como uma retribuição de tudo o que ganhamos do universo. Contudo, não precisamos esperar para ganhar primeiro e depois doar, porque o que doamos a nós é retribuído mais e mais. Aqui nós estamos para servir. Obrigado ao Vicente e à Cleide por esta oportunidade" (Elmo Brugnolo).

"Verdade é que a vida me propiciou grandes conquistas pessoais e profissionais. Nada mais justo do que, de alguma forma, retribuir. Entendo que todos devemos disponibilizar nossos atributos e nossos esforços por causas nobres, como a do Hospital Erasto" (Gino Oyamada).

"Sempre estive muito próximo ao Hospital Erasto Gaertner, devido a enfermidade de um ente querido que teve o acompanhamento por mais de 10 anos neste hospital. Nas várias vezes que lá estive, sempre me chamou a atenção o carinho e a dedicação dos profissionais e voluntários. Participar agora do grupo de Amigos do Erasto é um privilégio e mais que isso, uma oportunidade de por algum meio retribuir o carinho e dedicação que tiveram com minha mãe até os últimos minutos de sua vida. Estarei presente na inauguração da nova ala, que é um grande desafio, que será vencido com o apoio de todos que abraçam esta causa" (Hamilton Corrêa do Nascimento).

"Fui paciente do HEG em 1986, quando tive um câncer de mama. Em 1987, tornei-me voluntária para ajudar e dar ânimo a quem precisa e passa pelo desafio de superar um câncer. Ingressei para o Grupo de Amigos do Erasto para expandir minha atividade voluntária e com o apoio da minha rede de relacionamentos, contribuir para a ampliação do HEG" (Helga Pereira - in memoriam).

"Faço parte de outros movimentos sociais e filantrópicos. Incentivado pela coordenadora do grupo, Angela Zanlorenzi, ingressei no Grupo de Amigos do Erasto com o intuito de humildemente devolver um pouquinho de todas as bênçãos que Deus me deu em prol de uma entidade que representa hoje a excelência no tratamento do câncer e possui grande credibilidade e transparência no seu sistema de gestão" (Marcelo de Amoedo).

"O pessoal do Grupo de Amigos, embora já trabalhe junto há tempos, ainda se considera em formação e um dos objetivos para estes próximos meses é a busca de novos membros que possam nos ajudar na tarefa maior que temos neste momento: angariar recursos para conclusão da obra de expansão do Hospital" (Roberto Arbex).

"O Hospital Erasto Gaertner é um centro de referência no tratamento do câncer e faz isso com humanismo. Mas precisa se manter atualizado, com tecnologias e pessoas à altura das modernas técnicas de tratamento. Penso que quanto mais pessoas com boa vontade tivermos no grupo, maiores serão os benefícios que o Hospital poderá obter. Para quem participa, é um prazer enorme poder contribuir para esta causa, especialmente para aqueles que já tiveram histórias relacionadas ao câncer. E por isso mesmo, retribuir significa muito mais que quitar, significa sentir-se um daqueles que estão na luta para oferecer melhor qualidade de vida aos pacientes com câncer" (Vicente Neto).


FALE CONOSCO, CHAT ONLINE!