Notícias

Novo Coronavírus - Covid-19 - 05/03/2020

Nota informativa SESA de 24/01/2020                                               


Histórico

Em 31 de dezembro de 2019, o escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) foi informado sobre casos de Pneumonia de etiologia desconhecida detectados na cidade de Wuhan, na Província de Hubei, parte central da China. Em 12 de janeiro de 2020, a China divulgou a sequência genética de um novo Coronavírus sendo responsável por estas infecções.

Transmissão

Em humanos, quando ocorre a transmissão pessoa a pessoa, o Coronavírus pode ser transmitido principalmente pelas gotículas respiratórias, por tosses e espirros em curta distância ou contato com objetos contaminados pelo vírus, semelhante à Influenza ou outros vírus respiratórios.

Sinais e sintomas

Sinais comuns de infecção incluem sintomas respiratórios: febre, tosse e dificuldade respiratória. Em casos mais severos, a infecção pode causar Pneumonia, síndrome respiratória aguda grave e até óbito.

Recomendações para prevenção e controle

É prudente adotar os princípios básicos para reduzir o risco geral de infecções respiratórias agudas:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • Higiene das mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis e após lavar as mãos).

Para viajantes

Conforme CDC, EUA, a recomendação é que viajantes evitem viagens não essenciais à Wuhan, China.

Para profissionais de saúde

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não-estéril e óculos de proteção).

Os pacientes devem ser mantidos em quarto privativo/isolamento enquanto houver sinais e sintomas clínicos ou até que o caso seja descartado.

Para a realização de procedimentos que gerem aerossolização de secreções respiratórias como intubação, aspiração de vias aéreas ou indução de escarro, deverá ser utilizado precaução por aerossóis, com uso de máscara N95.


FALE CONOSCO, CHAT ONLINE!