Notícias

Serviço de Cirurgia de Bucomaxilofacial do HEG realiza campanha de prevenção - 14/02/2020

Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial foi parceiro na ação                 


No dia 13 de fevereiro, aconteceu, na Boca Maldita (Centro de Curitiba), a Campanha de Prevenção do Câncer Bucal, promovida pelo Capítulo IX do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial em parceria com o Hospital Erasto Gaertner. Com o objetivo de promover o diagnóstico precoce e a conscientização a respeito do câncer de boca, as equipes realizaram avaliações gratuitas à população acima de 30 anos, distribuíram material informativo sobre autoexame na cavidade bucal e coletaram dados de pessoas que passaram por exame clínico.

Durante o dia da ação, foram feitos 365 avaliações e, deste total, 58 pessoas com lesões foram encontradas - e encaminhadas via Secretaria Municipal de Saúde para acompanhamento e desfecho do caso. Ainda desconhecido por parte da população brasileira, o câncer bucal preocupa pelo número de pessoas que são encaminhadas para tratamento a partir de campanhas de combate à doença. "Mas graças a essas ações os números têm mudado. Resultados de uma pesquisa feita pelo nosso Serviço, e publicada em 2002, mostraram que 20% da população do Paraná não tinha conhecimento sobre o câncer bucal. Hoje, após trabalho intenso e inúmeras campanhas para diagnosticar precocemente a doença, essa realidade se transformou. Ao longo dos anos, durante nossas novas pesquisas até os dias de hoje, descobrimos que cerca de 5% da população ainda desconhece doença”, afirma o  chefe do Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Erasto Gaertner, Dr. Laurindo Moacir Sassi.

Anualmente, o número de casos confirmados de câncer de boca cresce quase 3% no Hospital Erasto Gaertner. São em média, 130 casos ao ano. Só em novembro do ano passado, durante a última campanha de prevenção, 58 das 383 pessoas atendidas foram encaminhadas para acompanhamento por apresentarem lesões suspeitas, o que representa mais de 15% do total de pacientes avaliados. “Se não fossem essas ações na vida desses pacientes e de tantos outros que já foram atendidos por nós, muitos poderiam perder o momento apropriado para iniciar o tratamento. Pedimos sempre que as pessoas aproveitem a oportunidade, levem familiares, amigos e multipliquem nossas informações”, convida Sassi.

A campanha contou com apoio do Instituto de Oncologia do Paraná (IOP); do Conselho Regional de Odontologia do Paraná (CRO-PR); do Centro de Projetos de Ensino e Pesquisa do Hospital Erasto Gaertner; da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba; da Associação Brasileira de Odontologia (ABO) e do Serviço Social do Comércio (Sesc).


FALE CONOSCO, CHAT ONLINE!